Bem-vindo ao site da Whirlpool Latin America!

Whirlpool zera envio de resíduos para aterro no Brasil

A companhia estima que 1.800 toneladas de resíduos não-industriais deixaram de ser enviadas para aterros desde 2011, quando se comprometeu a zerar o índice.

A Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, acaba de alcançar a meta de eliminar o envio de resíduos não industriais para aterro, em todas as suas unidades no Brasil. Alinhada à Política Nacional de Resíduos Sólidos, a companhia já havia zerado o volume de resíduos industriais enviados para aterro ao final de 2014 e agora essa marca foi conquistada também com resíduos não industriais. O Brasil foi o primeiro país em que a Whirlpool atua a atingir a meta e a perspectiva é que as demais regiões do mundo alcancem o objetivo até 2022.

Desde 2011, quando a Whirlpool se comprometeu com a meta, cerca de 1.800 toneladas de resíduos não-industriais deixaram de ser destinadas para aterro. Só no ano passado, esse volume poupado foi de 1.100 toneladas. Do total de resíduos não-industriais gerados pela companhia, aproximadamente 50% são lixo comum, 21% resíduos sanitários, 11% não recicláveis de restaurante, 10% resíduos orgânicos (sobra de refeição) e 8% se referem à construção civil. Diariamente, todos os materiais são devidamente separados e encaminhados para a Central de Resíduos de cada unidade da Whirlpool, onde é feita a fiscalização da segregação e o direcionamento adequado para reaproveitamento.

Para alcançar o objetivo de zerar os resíduos para aterro, a Whirlpool desenvolveu diversas ações de incentivo à liderança, conscientização e mudança de comportamento de colaboradores para redução de desperdício e melhoria da segregação de materiais, engajamento de fornecedores, desenvolvimento de oportunidades de negócio junto a parceiros externos para reciclagem ou reutilização de resíduos, além de investimento em novos processos, tecnologias e materiais.

Entre as alternativas encontradas pela companhia para substituir o envio dos resíduos para aterro estão a compostagem e o coprocessamento em cimenteira, em que o resíduo é utilizado como combustível para os fornos de produção de cimento, substituindo matéria-prima virgem, como carvão ou gás natural. Outro exemplo é o destino dos resíduos de alimentos do restaurante, que, na Unidade de Manaus, por exemplo, são encaminhados para incremento de ração animal. Os materiais que não podem ser reciclados são destinados à incineração, mas a companhia segue em busca de novas tecnologias para melhorar a classificação e a segregação dos resíduos.

“A Whirlpool tem a sustentabilidade incorporada à estratégia de seu negócio e um dos nossos principais focos de atuação é a gestão otimizada de resíduos. Entendemos que diminuir a geração de resíduos evita desperdícios e melhora a produtividade. Dessa forma, buscamos sempre reduzir, reaproveitar e reciclar os materiais, contribuindo não apenas para minimizar os impactos ambientais, mas também para equacionar os pilares sociais e econômicos a fim de promover o desenvolvimento sustentável”, ressalta Vanderlei Niehues, gerente-geral de Sustentabilidade, Saúde, Segurança e Meio Ambiente e Assuntos Regulatórios da Whirlpool Latin America.

Sobre a Whirlpool Latin America
A Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, é líder do mercado latino-americano de eletrodomésticos. É reconhecida e premiada por oferecer produtos inovadores aos consumidores, desenvolver e atrair talentos de alto desempenho e por ser comprometida com a sustentabilidade. Admirada por suas marcas, a empresa leva a qualidade, preocupação com o meio ambiente e paixão por seus produtos para cerca de 100 milhões de lares brasileiros, o que representa um produto a cada dois domicílios. Atualmente, conta com cerca de 11 mil funcionários distribuídos entre o centro administrativo e as fábricas localizadas em Joinville (Santa Catarina), Manaus (Amazonas) e Rio Claro (São Paulo), além de 23 laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento e quatro Centros de Tecnologia. Na América Latina, tem escritórios na Argentina, Chile, Peru, Guatemala, Equador, Colômbia, Porto Rico, República Dominicana e Miami.